terça-feira, setembro 07, 2010

Era uma vez

Era uma vez uma mulher com uma série de trabalhos em mãos, cada um dos quais com prazos apertados para terminar.
E era uma vez uma mulher sem vontade nenhuma de trabalhar, apetecendo-lhe, isso sim, agarrar num livro e enroscar-se no sofá com o cão aos pés, a ler, e eventualmente, deixar-se passar pelas brasas.
O pior é que se trata da mesma mulher. Eu. Hoje. Agora mesmo.

1 comentário:

vague disse...

És tu q andas a fazeres-te passares-te por mim?