sábado, março 14, 2009

Enviados especiais

Por que carga de água é que a RTP mandou para a Alemanha a Sandra Felgueiras, para fazer reportagens em directo sobre a tragédia ocorrida na escola? Que necessidade existe de haver essas reportagens, entrevistando quem devia ser deixado no recato da sua dor? Ainda por cima, feitas com o tom alarmista/sensacionalista/iluminado desta jornalista, que me faz duvidar sobre se estou a ver o telejornal da RTP ou o da TVI?

3 comentários:

Fabulosa disse...

eu porquê. vou ser má. muito má. horrível. nem tão pouco acredito no que vou dizer. é que a sandra felgueiras é filha da outra mediática senhora felgueiras, bem mais conhecida que ela. prontos, cunha p'ra ir passear às Alemanhas! ;)

Noite disse...

Também não entendo este jornalismo de sensação, não faz sentido. A sociedade está corrompida.

Zu disse...

Olá, meninas.
Fabulosa, és mesmo mazinha! Eu só comento que a filha herdou os dotes dramáticos da mãe, e que é ela própria a vedeta das reportagens que faz.
Não sei, de todo, de que vale ter uma chusma de jornalistas à volta de uma população em luto e em choque, e directos que nada adiantam. Isto é sensacionalismo puro, e exploração dos sentimentos das pessoas. Não suporto!